5ª dispensação: O homem sob a lei

 – Novamente, a graça de Deus veio em auxílio do povo fracassado e redimiu das mãos do opressor o povo escolhido. No deserto do Sinai, Ele lhe propôs a Aliança da Lei. Em vez de pedir humildemente por um contínuo relacionamento com a graça, o povo, presunçosamente, respondeu: “Faremos tudo que o Senhor ordenar.”

A história de Israel, no deserto e na terra, é um registro de fragrante e persistente violação da Lei, terminando em multiplicadas admoestações. Deus concluiu o testemunho do homem julgando Israel, depois Judá, dispersando os seus habitantes pela Babilônia. Um pequeno remanescente retornou sob Esdras e Neemias, e, logo em seguida, Cristo veio. “Nascido de mulher, nascido sob a lei” (Gálatas 4:4). Tantos os judeus como os gentios conspiraram para crucificá-Lo. (Ver Êxodo 19:1-8; 2 Reis 17:1-18; 25: 1 -11; Atos 2:22-23; 7:5152; Romanos 3:19-20; 10:5 e Gálatas 3:10.)